Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

Chapeuzinho Vermelho, Lobo Mau e a Vovó.


Era uma vez... uma linda menina que desde pequenina gostava de usar capas com um chapeuzinho bem vermelho. Um dia sua vovó decidiu presenteá-la com uma bela capa vermelha com capuz  e, daquele dia em diante, a menina não quis mais saber de vestir outra roupa, passando a ser chamada de Chapeuzinho Vermelho. 
Ela era uma boa menina, alegre e esperta que vivia com sua mãe numa pequena vila perto da floresta. Um dia, a pedido de sua mãe, a menina vai levar os docinhos a sua vovozinha que está doente e mora sozinha no final de um caminho na floresta.
A mãe recomenda a Chapeuzinho que tome muito cuidado. Não converse com estranhos e vá direitinho, sem desviar do caminho certo, pois há muitos perigos na floresta.
Ainda muito inocente e cheia de imaginação, a menina não segue as recomendações da mãe e, ao atravessar a floresta,  fica encantada e atraída pela beleza do mundo à sua volta. Colhendo algumas flores e correndo atrás das borboletas, acaba distraindo-se e toma o caminho mais curto e também o mais perigoso aonde é vista por um lobo, conhecido como  Lobo Mau.
Era tudo o que o Lobo Mau precisava! Ardiloso, malicioso e consciente da inocência da menina indefesa,  coloca-se no caminho de Chapeuzinho e provoca um diálogo amigável que a deixa confiante a ponto de ensinar-lhe o caminho mais rápido até a vovozinha.
O gentil Lobo Mau sugere que a menina, por segurança, volte e tome o caminho mais longo. Assim, Chapeuzinho segue o conselho do lobo e, este, na ânsia de devorar a menina, segue o caminho mais curto e chega à casa da vovó antes de Chapeuzinho. Fingindo ser a netinha, o lobo,  consegue enganar a pobre velhinha, engolindo-a logo em seguida.
Ao chegar a seu destino, Chapeuzinho encontra  sua vovó, muito estranha,  deitada na cama e é convidada por ela, a deitar-se a seu lado,  iniciando-se assim o famoso diálogo de Chapeuzinho Vermelho para com a vovó:

• Porque esses olhos tão grandes? E ela responde:
— Ó minha querida, são para te enxergar melhor.
• Porque essas orelhas tão grandes?
— São para te ouvir melhor.
 • E porque essa boca tão grande?
— É para te comer!!!
Entretanto, para sorte de Chapeuzinho e de sua vovozinha, passava por ali um  caçador que abriu a barriga do lobo e resgatou com vida a menina e a avó. E Chapeuzinho Vermelho prometeu a si mesma nunca mais esquecer os conselhos da mamãe. 
O lobo? Bem, como castigo, foram colocadas pedras dentro da sua barriga  e ao tentar correr, não consegue devido ao peso e cai no chão morto!
Fim!


Atividades:


Você pode optar por um desenho para colorir depois de contar a história e como sempre perguntar: qual a moral da história? Como descrito acima essa história clássica é repleta de ensinamentos importantes para a vida da criança, como a obediência aos pais ou cuidadores que sabem mais e tem experiência de vida, evitando situações de risco nas dificuldades normais da vida.
Os desenhos para colorir embora não tenham o mesmo valor que o desenho livre, também ativam áreas importantes do cérebro e desenvolve a psicomotricidade fina, além de que quando feito em grupos como em sala de aula, permitirem um momento de descontração, onde as crianças conversam enquanto pintam, permitindo ao educador um rico momento de interação com perguntas sobre a história.
Como sugestão, deixo também a ideia para que a criança com sua ajuda monte um pequeno livro da historinha, apenas com os desenhos criados por ela para as que não sabem escrever, ou um pequeno resumo com suas palavras. Lembre, cada historinha deve ser explorada ao máximo, pois ficará como ensinamento permanente no imaginário infantil. 

Jeanne Geyer

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.