Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

Guardar raiva é o mesmo que beber veneno e querer que o outro morra. Ensino fundamental.

Guardar raiva é o mesmo que beber veneno e querer que o outro morra.

1º Plano de Aula -  Ensino fundamental – Projeto Valores humanos -

1- Citação:

“Guardar raiva é o mesmo que  beber veneno e querer que o outro morra”.

2- Meditação:

Meditação da Compaixão – para saber mais clique AQUI  

Achei que pode deixar a aula longa demais, talvez precise de um tempo especial para ser desenvolvida. Afinal, o mundo de nossas crianças é muito rápido e temos que competir com computadores e toda uma sociedade voltada ao imediatismo. Sugiro um vídeo curto de relaxamento, ou entrar diretamente no assunto, você vai decidir conforme as características da sua turma.

Para usar o vídeo, clique AQUI

3- História

Perdoar Sempre

4- Música

Uma Luz Dentro de mim. Vol: 02 nº11

Boomerang Blues – Renato Russo

5- Atividade Integrada

Cubo de Sentimentos.

“Guardar raiva é o mesmo que, beber veneno e querer que o outro morra”.

Historia.

Perdoar Sempre.

Um dia Paulinho voltou da escola muito bravo, fazendo o maior barulho pela casa. Seu pai, percebeu a irritação e chamou-o para uma conversa. Meio desconfiado e sem dar muito tempo ao pai, Paulinho falou irritado:
- Olha, pai, eu estou com uma tremenda raiva do Pedrinho. Ele fez algo que não deveria ter feito. Espero que ele leve a pior. O Pedrinho me humilhou na frente de todo mundo. Não quero mais vê- lo. E espero que ele adoeça e não possa mais ir à escola.
Para surpresa de Paulinho, seu pai nada disse. Apenas foi até a garagem e pegou um saco de carvão e dirigiu-se para o fundo do quintal e lhe sugeriu:
- Filho, está vendo aquela camiseta branca no varal? Vamos fazer de conta que ela é o Pedrinho.
E que cada pedaço de carvão é um pensamento seu em relação a ele.
Descarregue toda a sua raiva nele, atirando o carvão do saco na camiseta, até não sobrar mais nada. Daqui a pouco eu
volto, para ver se você gostou, certo?
O filho achou deliciosa a brincadeira proposta pelo pai e começou. Como era pequeno e estava um pouco longe, mal conseguia acertar o alvo. Após uma hora, ele já estava exausto, mas a tarefa estava cumprida. O pai, que o
observava de longe, aproximou-se e perguntou:
- Filho, como está se sentindo agora?
- Isso me deu a maior canseira, mas olhe, consegui acertar muitos pedaços na camiseta - disse Paulinho, orgulhoso de si.
O pai olhou para o filho, que até então não havia entendido a razão daquela brincadeira, e disse carinhosamente:
- Venha comigo até o quarto, pois quero lhe mostrar uma coisa.
Ao chegar no quarto, colocou o filho diante de um grande espelho, que ficou sem entender nada. Quando olhou para sua imagem, ficou assustado ao ver que estava todo sujo de fuligem. Tão imundo que só conseguia enxergar seus
dentes e os pequenos olhos. O pai então lhe explicou:
- Veja como você ficou. A camiseta que você tentou sujar está mais limpa que você. Assim é a vida. Quando estamos com raiva , o mal que desejamos aos outros retorna para nós próprios. Por mais que possamos atrapalhar a vida de
alguém com nossos sentimentos e pensamentos, a mancha, os resíduos, a fuligem maior ficam sempre em nós mesmos.

Autor desconhecido

Música.

Uma luz dentro de mim
Há uma luz dentro de mim
Que é para me guardar
Há também um perfil negro
Que insiste em chegar
E quando a luz brilhar
Então as trevas vai levar
Deixando a paz lá no coração
Música
Boomerang Blues
Tudo o que você faz
Um dia volta pra você
Tudo o que você faz
Um dia volta pra você
E se você fizer o mal
Com o mal mais tarde você vai ter de viver
Não me entregue o seu ódio
Sua crise existencial
Preliminares não me atingem
O que interessa é o final
E não me venha com problemas
Sinta sozinho o seu mal
Por que tentar sentir demais?
E você só me usou
Eu tentava ajudar
E você só me queimou
Mas é errando que se aprende
Minha boa vontade se esgotou
Os aborígines na Austrália
Com o boomerang vão caçar
O boomerang vai e volta
E só fica quando consegue acertar
E eu sou como um boomerang
Quando eu acerto é pra matar
Como um boomerang tudo vai voltar
E a ferida que você me fez é em você que vai sangrar
Eu tenho cicatrizes
Mas eu não me importo não
Melhor do que a sua ferida aberta
E o sangue ruim do seu coração
Eu só não entendo como fui cair
Dentro da sua teia e não tentei fugir
Me sinto mal lembrando o que aconteceu
Mas o boomerang agora é meu.






Atividade integrada.



Cubo dos Sentimentos.

Os educandos sentam-se em círculo e rodam o cubo dos entimentos que tem 3 sentimentos positivos e 3 negativos como “tristeza , alegria, ‘raiva , compreensão, medo’, ‘Amor”, em cada lado.
Quando chega a ,sua vez, descrevem um momento em que tiveram esse sentimento.


É um exercício que lhes dá mais certeza na associação de sentimentos a palavras e ajuda na empatia quando ouvem outros com os mesmos sentimentos que eles.

Fonte: http://www.projetovaloreshumanos.com.br/?secao=planos_de_aula  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.