Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

Sobre a paz. Aula para educar crianças espiritualizadas.

Pestalozzi acreditava que o indivíduo, desde criança, possuísse todos os meios necessários para a socialização plena e que o papel do educador era justamente promover o desenvolvimento desses valores já existentes em cada indivíduo, sempre ressaltando a importância da família na formação da personalidade. Para ele, a mãe é a figura central do desenvolvimento educacional. Entendia que o conhecimento não era propriamente adquirido, mas sim desenvolvido, pois cada ser humano já nascia com a tendência espontânea da natureza de seu próprio desenvolvimento. Somente precisaria de estímulo do educador para a educação moral e espiritual, ou seja, integral.

Neste sentido, esta proposta de trabalho intitulada “5 minutos de valores humanos para a escola” é um estímulo à educação moral e espiritual, na medida em que propicia a reflexão sobre a boa convivência entre os homens em qualquer sociedade. O professor os estimula por meio de pequenas estórias, que aos poucos poderão ir fazendo parte da formação básica do aluno, um pouco do que o educador Pestalozzi fazia com suas crianças, em Yverdon, na Suíça.

Para saber mais sobre o artigo, clique AQUI

Fonte: http://www.cincominutos.org/metodologia.htm 


Dentro da proposta de estimular valores, espiritualidade, ética e crescimento espiritual, estou estudando e pesquisando teoria e prática sobre valores, espiritualidade e ética na infância, sempre com o auxílio de fábulas e histórias infantis.
Vou trazer também dicas sobre contação de histórias, mas embora já tenha trabalhado com isto, ainda estou estudando o assunto para trazer o que tiver de mais atual e sério sobre o assunto na internet. Tenho em casa livros didáticos e de prática teórica, e confesso que pelas pesquisas pouco mudou de alguns anos para cá, mas ainda assim preciso estar bem capacitada porque criança é assunto muito sério.

Como já citei AQUI além de contar a história, depois perguntar a moral da história e desenvolver o tema de forma breve.

“5 minutos de valores humanos para a escola” ensino fundamental.

Você pode contar uma história ou uma fábula, mas no programa é uma aula simples e de fácil entendimento. Os pais ou cuidadores, avós, podem fazê-lo em casa de forma descontraída.

AULA 02
As várias faces da paz

Quando vocês acordaram hoje pela manhã, qual foi a escolha que fizeram?
Algum de vocês escolheu ser pacífico no dia de hoje?
O professor deve incentivar respostas e socializar.

Quem de vocês sabe explicar o que é paz?
O professor deve incentivar respostas.

Sobre a paz, o dicionário Aurélio diz: 1. Ausência de lutas, violência ou perturbações sociais. 2. Ausência de conflitos entre pessoas; bom entendimento, harmonia. 3. Ausência de conflitos íntimos; tranquilidade de alma. 4. Situação de um país que não está em guerra com outro.

Como vemos, a paz tem várias faces. Ela também pode estar relacionada à própria pessoa; pode se referir à família, ao bairro, à cidade, ao país...  ou então ao nosso planeta. Também pode ser individual ou coletiva.
Vamos começar pela paz individual. Podemos entendê-la como sendo um estado de espírito sem ira, sem desconfianças, e sem esses sentimentos negativos que as pessoas costumam guardar no coração, como o ciúme, a inveja e o ódio.
A paz é uma condição interior de tranquilidade, de não violência.
Muitas pessoas conseguem manter essa paz interior, apesar de situações complicadas. Já outras se estressam por qualquer coisa, e outras, ainda, partem para a agressão por qualquer motivo.

Alguém aqui sabe dizer por que a paz é tão importante?
O professor deve incentivar respostas; perguntar aos alunos qual deles gosta de assistir a uma briga em casa, ver pessoas sendo agredidas e machucadas ou saber de guerras nas quais morrem milhares de pessoas inocentes, etc.

Podemos dizer que a paz é importante por todas as razões, porque o seu oposto, que está na violência, na agressão, na guerra... só traz desgaste, estresse e sofrimento... muito sofrimento.
A violência é força destruidora. É contrária ao direito e à justiça.
Já a paz é um estado benéfico, permite a construção de bem-estar e de contentamento. A paz só nos faz bem.

O professor deve sistematizar o conteúdo da aula, relembrando qual foi o valor ensinado.

Deve também incitar os alunos a compartilharem com seus familiares o que aprenderam nessa aula.






Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes.
Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta.
Nos perguntamos: "Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?" Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?...Bancar o pequeno não ajuda o mundo. Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.
E à medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo.

Nelson Mandela.

Comentários

Belíssimas reflexões e bem pertinentes! Bj

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.