Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

A Lenda da Vitória Régia. Com atividades pedagógicas.

Há muitos anos, em uma tribo indígena, contava-se que a lua era uma deusa que ao despontar a noite, beijava e enchia de luz os rostos das mais belas virgens índias da aldeia, Sempre que ela se escondia atrás das montanhas, levava para si as moças de sua preferência e as transformava em estrelas no firmamento.
Uma linda jovem virgem da tribo, a guerreira Naiá, vivia sonhando com este encontro e mal podia esperar pelo grande dia em que seria chamada pela lua.
Um dia, tendo parado para descansar à beira de um lago, viu em sua superfície a imagem do deusa amada: a lua refletida em suas águas. Cega pelo seu sonho, lançou-se ao fundo e se afogou. A lua, compadecida, quis recompensar o sacrifício da bela jovem índia, e resolveu transformá-la em uma estrela diferente de todas aquelas que brilham no céu. Transformou-a então numa "Estrela das Águas", única e perfeita, que é a planta vitória-régia.

Assim, nasceu uma linda planta cujas flores perfumadas e brancas só abrem à noite, e ao nascer do sol ficam rosadas.

Fonte: http://www.smartkids.com.br/especiais/folclore-vitoria.html 


Uma atividade legal para fazer com essa lenda é uma dramatização. Você sorteia os personagens entre as crianças e elas interpretam sem falar. É bem bacana e exige mais que um teatro falado. Se tiver mais crianças que personagens, elas podem sugerir animais, árvores, plantas, flores.

Confeccionar máscaras de papel que serão coladas em um palito para churrasco e cada criança segura a sua. - para os maiores de sete anos.

Comentários

Olá Jeanne, que espaço gostoso você criou. Amei e já a estou seguindo, obrigada, abraços carinhosos
Maria Teresa
Estilosa Morena disse…
Me relembra a época da escola,eu amava escutar lendas.

www.estilosamorena.com

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.