O carneiro revoltado. Linda historinha para trabalhar o corpo.

Fonte da imagem:http://www.publicdomainpictures.net/view-image.php?image=41754&picture=o-casaco-de-pele-2

“Certo carneiro, muito inteligente, mas muito indisciplinado, reparou os benefícios que a lã espalhava em toda parte e, desde então, julgou-se melhor que os outros seres da Criação, passando a revoltar-se contra a tosquia”.
 - Se era tão precioso - pensava -, por que aceitar a humilhação daquela tesoura enorme?
Experimentava intenso frio, de tempos a tempos, e, despreocupado das ricas rações que recebia do redil, detinha-se apenas no exame dos prejuízos que supunha sofrer.
Muito amargurado, dirigiu-se ao Criador.
 - Meu Pai, não estou satisfeito com a minha pelagem. A tosquia é um tormento... Modifique-me, Senhor!...
- Que deseja que eu faça?
 Vaidosamente, o carneiro respondeu ao Criador: - Quero que minha lã seja toda de ouro.
A rogativa foi satisfeita. O carneiro tornou-se todo de ouro.
Assim que o orgulhoso ovino se mostrou cheio de pêlos preciosos, várias pessoas ambiciosas atacaram-no sem piedade. Arrancaram-lhe, violentamente, todos os fios, deixando-o em chagas. Infeliz, a lastimar-se, correu para o Altíssimo e implorou: - Meu Pai mude-me novamente! Não posso exibir lã dourada... encontraria sempre salteadores sem compaixão.
- Que quer que eu faça?
O carneiro, com mania de grandeza, suplicou: - Quero que minha lã seja lavrada em porcelana primorosa.
E o carneiro teve sua lã transformada em porcelana.
Logo que o carneiro tornou ao vale, apareceu no céu enorme ventania que lhe quebrou todos os fios, dilacerando-lhe a carne. Aflito, queixou-se ao Todo-Misericordioso: - Pai renove-me!... A porcelana não resiste ao vento... Estou exausto...
 - Que deseja que eu faça?
O carneiro nem pensou e foi dizendo:- Para não provocar ladrões nem me ferir com porcelana, quero que minha lã seja feita de mel.
O Criador satisfez o pedido.
A lã do carneiro tornou-se do mais puro mel. Mas, logo que o pobre se achou no redil, bandos de moscas asquerosas cobriram-no em cheio e, por mais que corresse campo afora, não evitou que elas lhe sugassem os adocicados.
O mísero voltou ao Altíssimo e implorou: - Pai modifique-me... as moscas deixaram-me em sangue!
 - Que quer que eu faça?
O carneiro pensou, pensou e considerou: - Eu seria mais feliz se minha lã fosse semelhante às folhas de alface.
Atendido, voltou à planície, na caprichosa alegria de parecer diferente dos demais.
Quando alguns cavalos puseram os olhos no carneiro, ele não conseguiu melhor sorte que de outras vezes. Os eqüinos prenderam-no com dentes e, depois de lhe comerem a lã, abocanharam-lhe o corpo. O carneiro correu na direção do Juiz Supremo, gotejando sangue das chagas profundas, e, em lágrimas, gemia: O Todo-Compassivo, vendo que ele se arrependera com sinceridade, observou:
 - Meu Pai, não suporto mais!...Não pretendo a superioridade sobre meus irmãos.
- Reanime-se, meu filho! Que pede agora?
O carneiro infeliz pediu em pranto: - Pai quero voltar a ser um carneiro comum, como sempre fui.
E terminou: - Quero ser simples e útil, qual o Senhor me fez.
- Hoje sei que meus tosquiadores são meus amigos. Nunca me deixaram ferido e sempre me deram de beber e de comer.
O Pai sorriu bondoso, abençoou-o com ternura e falou: - Volte e siga o seu caminho em paz. Você compreendeu, enfim, que meus desígnios são justos. Cada criatura está colocada, por minha Lei, no lugar que lhe compete, e, se você pretende receber, aprenda a dar.
Então o carneiro, envergonhado, mas satisfeito, voltou para o vale, misturou-se com os outros e daí por diante foi muito feliz”.

Do livro Alvorada Cristã, Neio Lúcio - Francisco Cândido Xavier, cáp. 21


Moral da  história: 

Deus nos deu um corpo perfeito para nossa evolução, por isto devemos cuidar do nosso corpo comendo comida saudável, praticando exercícios, tendo uma boa higiene, e cuidando também tudo o que lemos e assistimos na televisão, porque devemos também cuidar da mente com o mesmo carinho dedicado ao corpo.

Atividades:

Perguntas: o carneiro estava feliz com o seu corpo?

Porque ele achava que era superior?

O que aconteceu quando Deus satisfez seus desejos concedendo outras pelagens?

Qual a lição que ele ficou para pedir que voltasse a ser novamente como os outros carneiros?

Como podemos evoluir para agradecer a Deus pelo nosso corpo? - fazer o bem.

Quais atitudes demonstram gratidão a Deus pelo meu corpo físico?

Amando o nosso corpo físico do jeito que Deus nos deu, pois ele é instrumento de nosso aprendizado na Terra. Tendo bons pensamentos: os bons pensamentos nos propiciam bons sentimentos que nos farão realizar boas ações.

Citar exemplos de boas ações: 


ser amigo, falar sempre a verdade, obedecer aos pais e professores, estudar, ser pacífico (não brigar), ajudar quando solicitado ou mesmo sem ser solicitado, pedir desculpas, perdoar, respeitar o próximo, compartilhar as coisas boas, falar palavras bonitas. 

O que acontece conosco quando praticamos boas ações? 


Quando praticamos boas ações nós nos sentimos bem, fazendo com que estejamos sempre em harmonia, trazendo bem estar e saúde para o nosso corpo físico. 

Dinâmica – colocando em prática o que aprendeu.

         Nesse momento o educador poderá escolher alguma dinâmica em que todos possam participar para posteriormente após o termino da mesma, conversar com as crianças sobre a conclusão que chegaram sobre o assunto da aula.

         Sugestão usada nessa aula: carinhas felizes e tristes pregadas na ponta de palitos de churrasquinho.

         O educador  deverá formular frases que sugestionem o comportamento da criança através da apresentação das carinhas. 

         Cada criança  deverá escolher duas carinhas: uma feliz, outra triste e ir apresentando como respostas para as perguntas do educador.


         Sugestão de perguntas:


         Quando ajudo minha mãe nos afazeres domésticos fico...

         Quando estudo para tirar notas boas na prova fico...

         Quando brigo com meu irmão(a), fico...

         Quando divido meus brinquedos com meus colegas fico...

         Quando ajudo alguma pessoa que esta precisando de ajuda fico...

         Quando falo mentiras fico...

Fonte de pesquisa: http://www.searadomestre.com.br/evangelizacao/corpinstespirito3.htm

Idade sugerida: cinco, seis, sete e oito anos.

Comentários

Linda mensagem, para trabalhar com a aceitação.
Gostei muito, obrigada, feliz e abençoado final
se semana, abraços carinhosos
Maria Teresa

Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Declaração Universal dos Direitos da Criança.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.
CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

Mozart para bebês.

Preservando a natureza.