Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

A Galinha Ruiva.


Fonte da imagem:https://pixabay.com/pt/frango-galinha-bonito-fam%C3%ADlia-159496/

Havia uma galinha muito sabida morando numa fazenda rodeada de animais.
Na fazenda havia vaca, gato, cachorro, coelho e pato.
Um belo dia, de manhãzinha, a galinha teve a ideia de fazer pão com a ajuda da vizinha.
– Dona vaca – disse a galinha. Cocoricó!
– Bom dia vizinha – Disse a vaca à galinha. Muuuuuu!
– Estava pensando em assar um pão de milho bem quentinho, você me ajudaria a plantar o milho, e dividir o pão?  Cocoricó!
-Eu não dona galinha! Plantar milho não é tarefa pra vaca fazer, eu passo o dia todo pastando, é isso o que eu faço! Muuuuuu!
-Tudo bem, eu planto sozinha! Cocoricó!
E lá foi a galinha, com um plano na cabeça e um grão de milho para plantar. Quando o milho já estava bem grandinho, e pronto para ser colhido, lá foi a galinha pedir ajuda a seu amigo.
-Bom dia coelho! Cocoricó!
-Bom dia dona galinha. Respondeu o coelho à sua vizinha.
– Aonde vai tão apressado? Cocoricó!
– Ora, vou até o lago.
– Hum… - pensou a galinha – Tive a ideia de fazer um pão para meus pintinhos, colhi e plantei um grão de milho, que está prontinho para ser colhido, se me ajudar nesta tarefa divido com você este pão. Cocoricó!
– Eu não dona galinha, colher milho não é tarefa pra coelho fazer, eu passo o dia roendo, é isso o que eu faço!
– Tudo bem, eu colho sozinha! Cocoricó!
No caminho para a colheita a galinha ruiva encontrou o pato, seu vizinho do lado, e perguntou se ele não gostaria de lhe ajudar a fabricar a farinha, para produzir o pão para todos e sua família.
– Eu não dona galinha, fabricar farinha não é coisa para pato fazer, eu passo o dia nadando no lago é isso o que eu faço. Quen… Quen!
– Tudo bem, eu faço sozinha – resmungou a galinha! Cocoricó!
Com a farinha pronta, a galinha pensou em como poderia ser bom ter a ajuda de mais algumas patinhas para amassar o pão.
Neste momento passou em frente à sua casinha o gato correndo atrás do rato e o cachorro atrás do gato, e pensou a galinha: vou convidá-los para amassar o pão!
– Bom dia, gato e cachorro, aonde vão tão apressados? Cocoricó!
– Apostamos uma corrida com o rato, que disse que era mais rápido e corria feito um trovão! Au-au!
– Mas eu apostei que pegava o rato antes de chegar à estrada, primeiro ainda, que este cachorro babão! Miaaau!
– Pois ao invés de ficarem gastando energia com uma disputa tola, por que não me ajudam a amassar esse pão? Assim terão o que comer depois de tanto exercício, não?
– Eu não! Responderam os dois animais em um só tom! – Sovar pão não é tarefa para gato e cachorro fazerem, nós brincamos o dia todo é isso o que fazemos.
– Tudo bem, eu sovo sozinha! Cocoricó!
Neste mesmo dia, quando já era tardinha, estavam todos os vizinhos da galinha em seu portão.
Eles sentiam o cheiro bom que vinha da cozinha, e a galinha percebeu toda aquela movimentação.
– Boa tarde meus amigos, o cheiro do pão não está divino, não?!
E todos responderam em coro e alto som:
– Sim dona galinha, e estamos famintos, já fizemos tudo o que tínhamos para fazer durante o dia, agora seria bom experimentar desse seu pão.
– Que bom, disse a galinha, mas agora eu vou comer o pão somente com a minha família, por que nenhum de vocês me ajudou com essa tarefa, eu fiz tudo sozinha. Cocoricó!


Tema: Amor ao trabalho, quem trabalha merece recompensa.

Comentários

Nete Lago disse…
Olá!!!

Gostei muito do texto e das atividades!!!
Beijosss

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.