O MÁGICO DE OZ. Comentários.

Doroti vivia numa fazenda com a tia Ema e o tio Henrique. A menina tinha um cãozinho chamado Totó e passava o tempo todo brincando com ele.
Um dia, houve uma ventania tão forte que a casa da fazenda foi levada pelos ares.
Doroti e Totó, que estavam lá dentro, foram carregados para a terra de Oz.
Na terra de Oz havia quatro fadas. Duas eram boas e viviam uma no Norte e outra no Sul. Duas eram más e moravam no Leste e no Oeste. Quando a casa da fazenda caiu no chão, esmagou a Fada Má do Leste e ela morreu.
A Boa Fada do Norte agradeceu a Doroti por ter libertado os comilões, que viviam escravizados pela Fada Má do Leste. Depois a Fada ofereceu ajuda a Doroti.”Só o Mágico de Oz pode ajudar você a sair desta terra. Calce os sapatos encantados, que pertenciam à Fada Má do Leste. Depois siga a estrada de tijolos amarelos até a Cidade das Esmeraldas. Lá mora o Mágico de Oz”.
Doroti agradeceu e pôs-se a caminho, levando Totó. Logo adiante encontrou um Espantalho pendurado num tronco. Doroti soltou-o e ele disse que queria ter um cérebro para poder pensar. Então Doroti convidou: “Venha comigo. O Mágico de Oz lhe dará um”.
Mais adiante, os três encontraram um Lenhador de Lata, que desejava possuir um coração. “Venha conosco até a Cidade das Esmeraldas”, convidou Doroti. “O Mágico de Oz lhe dará um”.Assim, o Lenhador de Lata também seguiu com eles.
Logo depois, os quatro encontraram um Leão. Ele rugiu para assustá-los. Totó latiu e o Leão tentou mordê-lo, mas Doroti deu um tapa no nariz do Leão, dizendo: “Que covardia, atacar um cãozinho tão pequeno!” “sou covarde mesmo. Mas bem que gostaria de ser corajoso”, respondeu o Leão. “Venha conosco. O Mágico de Oz dará coragem.”
Os cinco amigos viajaram muitos dias pela estrada de tijolos amarelos. Depois de várias aventuras, chegaram ao castelo do Mágico de Oz. Um de cada vez foi levado à sala do trono para falar com ele.
O Leão pediu ao mágico que lhe desse coragem. O Lenhador de Lata queria um coração. O Espantalho pediu um cérebro e Doroti queria voltar para a fazenda de seus tios. O Mágico de Oz prometeu atender ao pedido de todos, se eles matassem a Fada Má do Oeste.
Os cinco amigos seguiram para o poente. 
À noite, a fada Má do Oeste enviou seus lobos contra eles, mas o Lenhador de Lata matou todos com seu machado.
No dia seguinte a Fada Má do Oeste mandou seus corvos selvagens atacarem Doroti e os amigos. O espantalho enfrentou os corvos e torceu o pescoço de um por um.
A Fada Má do Oeste ficou furiosa e chamou seu macacos alados.Eles carregaram Doroti, Totó, o Leão, o Lenhador de Lata e o Espantalho para o castelo da bruxa.
A Fada Má do Oeste amassou o Lenhador de Lata e tirou a palha do Espantalho. Depois, prendeu o Leão numa carroça e obrigou-o a trabalhar para ela dia e noite.“Agora vou transformar seu cãozinho num verme”, disse a Fada Má a Doroti.
A menina ficou com tanta raiva da Fada Má, que pegou um balde de água e jogou em cima dela.” Socorro!”, gritou a bruxa. “Estou encolhendo!” Era verdade. A água fazia a bruxa diminuir de tamanho. A bruxa foi ficando cada vez menor, até que sumiu.
Os Pisca-piscas, escravos da bruxa, agora estavam livres. A pedido da Boa Fada do Sul, eles desamassaram o Lenhador de Lata, rechearam de novo o Espantalho e soltaram o Leão.
Doroti e os amigos voltaram ao castelo do Mágico de Oz. O Espantalho ganhou um cérebro, o Lenhador de Lata conseguiu um coração, e o Leão obteve coragem.
A Boa Fada do Sul disse a Doroti que ela podia voar com os sapatinhos encantados que a Boa Fada do Norte lhe dera Doroti despediu-se dos amigos e voou para fazenda de seus tios, levando o Totó nos braços.


Resumo do livro de L. Frank Baum.


Entendendo a história:

O ELEMENTO DA AVENTURA.

No romance de aventura O Mágico de Oz , a heroína é uma criança- menina, perdida em uma terra fantástica, após a passagem de um devastador furacão pelo Kansas. Dorothy recebe o auxílio e a proteção da Bruxa Boa do Norte e inicia seu percurso na busca por Oz, o poderoso feiticeiro que poderá levá-la de volta ao lar.
Dorothy contempla características de uma heroína autêntica: a bondade, a honestidade, a curiosidade, a inteligência, a coragem. No decorrer de sua jornada rumo à Cidade de Esmeralda, morada do Grande Oz, a menina recebe a ajuda do fiel cãozinho Totó, do Espantalho sem cérebro, do Homem de Lata sem coração e do Leão sem coragem. Todas as personagens buscam em Oz uma solução para seus conflitos: a volta para o Kansas, um cérebro, um coração e a coragem.
Apesar das narrativas de aventuras não apresentarem complexidades em suas características psicológicas, em O Mágico de Oz os três últimos companheiros de viagem de Dorothy são ambíguos em sua descrição. Uma ambiguidade representada pelo autor:
- Que faremos? - perguntou Dorothy desesperada.
- Não tenho a menor ideia - respondeu o Homem de Lata, enquanto o Leão balançava a cabeça pensativo. Mas o Espantalho falou:
- Não podemos voar, nem podemos descer esta grande vala. Portanto, se não pudermos pular por cima dela, temos que ficar onde estamos.
No Espantalho vemos que, embora não seja dotado de um cérebro, é graças a ele que o grupo tem as melhores ideias para solucionar e ultrapassar os percalços do caminho. O Homem de Lata não tem coração, mas procura desviar seus grandes e pesados pés dos pequenos insetos que habitam as trilhas, de modo a protegê-los. O Leão protege seus novos amigos dos perigos diversos com sua ausência de coragem. Os três amigos de Dorothy almejam aquilo que já possuem: cérebro, coração e coragem. Será no decorrer das aventuras na terra encantada que as personagens irão necessitar dessas características, e elas serão desenvolvidas no enfretamento e na resolução de cada peripécia.

O Homem de Lata procura um coração, mas tenta não machucar animais pequenos; o Leão procura coragem, mas se arrisca pelos amigos; o Espantalho procura um cérebro, mas resolve os problemas do grupo.


Pesquisei na internet o que sabia da história e não é citado nos resumos encontrados, que é justamente os personagens buscarem o que já têm em si e não percebem.
A história é repleta de significados que bem entendidos nos mostram que não precisamos buscar fora ou nos outros aquilo que julgamos não possuir, mas sim buscar no nosso interior e desenvolver as qualidades adormecidas.

Comentários

Rute Beserra disse…
Amei o seu blog, estou a seguir-te, bjs boa semana
Um belo e interessante trabalho e é engraçado que este fim de semana estive a ver o "Feiticeiro de OZ" que passou aqui num canal de televisão.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Declaração Universal dos Direitos da Criança.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.
CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

Mozart para bebês.

Preservando a natureza.