O Aniversariante.

Imagem: google

Aquela família se reunia na véspera de Natal, na entrada da noite.
Assim procedia porque, em seguida, os filhos e netos compartilhariam com os outros avós, a ceia natalina.
Nada mais do que um acordo amigável.
A família contava com quatro pequeninos muito espertos, que não deixavam as guloseimas do Natal esperando.
O ponto alto era o bolo, feito pelas mãos da avó, com várias camadas e muito bem decorado.
Ela o trazia para a sala, colocava-o sobre a mesa e falava do significado daquela noite. Uma noite de festa. Uma noite para comemorar um Aniversário muito importante.
O Aniversário de Alguém especial.
Entre a emoção e o entusiasmo, a avó narrava como se dera o nascimento do Aniversariante, alguns detalhes da Sua vida e Seus ensinamentos.
Chegava, enfim, o momento de todos cantarem Parabéns a você.
Era uma alegria imensa para as crianças. Cada qual fazia uma declaração ou uma homenagem, agradecendo a doce presença de Jesus e o que Ele representava em suas vidas.
Os maiores declamavam poesias que falavam do Natal e do amor do Mestre.
Como o Aniversariante era Jesus, para Ele eram direcionadas as homenagens. E o grande presente de amor e gratidão.
Mais tarde, na casa dos outros avós, os pequenos teciam comentários sobre a comemoração.
O assunto tomava corpo, e uma atividade era programada para o dia seguinte: levar os bolos e doces para um lar de crianças do bairro, em nome de Jesus.
Aproveitar para falar sobre o grande amor de Jesus por todos os Seus irmãos.
Entusiasmados, os pequenos acrescentavam algo de realmente seu e selecionavam alguns brinquedos para oferecer àquelas crianças.
Assim agindo, aquela família ensinava, desde cedo, aos pequeninos, o verdadeiro sentido do Natal. E como ofertar ao nobre Aniversariante o melhor presente: o amor espalhado entre todos.
*  *  *
Reconhecer o verdadeiro sentido e valor do Natal é obrigação de todos os que nos afirmamos cristãos.
Natal é uma festa eminentemente cristã, por ser dedicada ao Cristo Jesus.
Muito oportuno seria estimularmos em nosso lar, a autêntica comemoração cristã, que fala de fraternidade, de encontro da família.
Uma noite para estarmos juntos, cearmos, rirmos, trocarmos presentes, se desejarmos, sem esquecer a figura principal, o Aniversariante.
Ideal seria se, a cada ano, nos esmerássemos em criar formas sempre renovadas de prestar homenagem ao Mestre.
Há tanto que pode ser feito: visitar os que se encontram hospitalizados ou um idoso que sabemos vive só.
Podemos levar brinquedos para crianças em carência material e ofertá-los, sejam em pacotes vistosos, com laços de fita chamativos ou não, representando o nosso carinho, que é, sem dúvida, o maior presente.
Um abraço, um aconchego, um afago. Tudo em nome de quem aniversaria nesse dia e que espera que a Sua mensagem de amor e de paz se espalhe por toda a Terra.
Excelente dia para iniciar essa prática. Pensemos nisso.
Redação do Momento Espírita.
Em 15.12.2016.

Comentários

Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Declaração Universal dos Direitos da Criança.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.
CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

Mozart para bebês.

Preservando a natureza.