O Curupira. Lenda do folclore brasileiro para trabalhar o assunto ecologia.

O Curupira

Seu Curupira, dono da mata,
como é, como é você?

Quem já viu o Curupira
cai sempre em contradição:
uns falam que ele é gigante,
outros, que é um curumim
e outros, que é um anão.

Uns falam que ele se mostra,
outros dizem que se esconde
bem dentro do breu da noite.

Mas ninguém duvida, jamais,
que o Curupira protege
as matas e as florestas
e é o senhor dos animais.

E o Curupira, se vê um caçador,
vira mágico e vira a mata.
Dá sinais, engana e pia,
assobia e espanta as aves
e espanta os outros animais.
E assim ele desvia a morte
e desvia dos caminhos o caçador.

Se o caçador não se retira,
vira fera o Curupira,
Os pêlos soltam-se do corpo,
monta num porco-espinho
e, com ira, o Curupira se atira
pra cima do caçador.

Na mata, o caçador já não mata:
chegou seu dia de caça,
vira caça do Curupira.

E o Curupira, se vê um lenhador,
brinca de esconde-esconde.
Só pra defender a floresta,
nos troncos ele se esconde.
O corpo se encolhe pra dentro,
a queixada e as imensas orelhas
se balançam com febre pra fora.
Nervosos, os galhos de agitam
e os pêlos do Curupira se arrepiam
e soltam mil choques e luzes.

O lenhador quase pira:
pega o machado, dá no pira,
sem ver que era o Curupira.

E o Curupira só ternura inspira
aos habitantes da mata.
Mas quem mata ou destrói a mata
vai ter que enfrentar a ira
do valente Curupira.

Seu Curupira, dono da mata,
como é, como é você?

Elias José, Cantos de encantamento.

Adicionar legenda



O MITO DO CURUPIRA

HISTÓRIA DO BRASIL.

O Curupira, uma das lendas do folclore brasileiro, é um menino astuto, com os calcanhares para frente, e grande protetor da fauna e da flora.

Você já ouviu falar do Curupira? E do folclore brasileiro? O Curupira é uma das lendas que compõem o folclore brasileiro. Folclore é o conjunto das tradições, lendas ou crenças populares de um país ou de uma região expressas em danças, provérbios, contos ou canções. O Curupira é uma das lendas criadas pelas populações brasileiras que habitam áreas próximas a florestas.
O próprio Curupira é um habitante das florestas, protetor de sua flora e fauna contra os caçadores e os que extraem as riquezas destes lugares, como os madeireiros. Representado comumente como um menino ruivo, o Curupira têm os pés ao avesso, com os calcanhares para frente, o que o faz enganar os caçadores com suas pegadas, deixando-os perdidos nas florestas. Além disso, o Curupira tem o poder de realizar encantamentos e de se transformar em outras criaturas, tendo ainda muita velocidade, força e astúcia.
O significado da palavra tem origem no tupi-guarani, sendo “curu” uma derivação de curumim, que significa menino, e “pira”, corpo. Curupira significaria, assim, corpo de menino. Os portugueses tiveram contato com a lenda logo no princípio de sua chegada ao território onde hoje é o Brasil, e inclusive o jesuíta José de Anchieta havia relatado a lenda do Curupira, fazendo a primeira referência em 1560. Para os portugueses, era visto como um demônio ou um mau espírito; outros o viam como um duende benfazejo, um gnomo ou um bicho-papão para assustar as crianças.
Um dos grandes estudiosos da cultura popular brasileira, Luís da Câmara Cascudo, descreve a ação do Curupira em sua Geografia dos mitos brasileiros da seguinte forma: “vigiando árvores, dirigindo as manadas de porcos do mato, veados e pacas, assobiando estridentemente, passa a figura esguia e torta do CURUPIRA, o mais vivo dos duendes da floresta tropical".
Os encantamentos do Curupira serve tanto para ele educar novas crianças na função de protetores das florestas, quanto para deixar os adultos perdidos nas florestas, quando para lá se dirigem com o objetivo de cometer alguma ação predatória, deixando-os perdidos na mata. Mas o Curupira também auxilia os pescadores e caçadores que necessitam destas atividades para sobreviverem.
Caso você encontre um Curupira ao entrar em alguma floresta para conseguir fugir dele é só fazer um novelo de cipó bem emaranhado, com a ponta escondida de forma que o Curupira não a consiga achar. Dizem que por ser muito curioso, o Curupira se esquece de seu alvo e fica tentando desemaranhar o novelo, proporcionando a fuga de quem havia ficado preso na floresta.

Por Tales Pinto
Graduado em História.



Atividade: dramatização com sorteio dos personagens entre as crianças, por exemplo, um será o curupira, outro um caçador, outro um homem que vai desmatar a natureza, e vários animais. As crianças podem se inspirar na poesia ou criar um texto com auxílio do educador.




O vídeo ficará na barra lateral à direita. 

Comentários

Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Declaração Universal dos Direitos da Criança.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.
CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

Mozart para bebês.

Preservando a natureza.