Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

A bela e a fera. Olhar além das aparências.

Imagem
Era uma vez um rico mercador, que tinha quatro filhos: um homem e três mulheres. Enquanto as filhas mais velhas gostavam de ostentar luxo, de festas e lindos vestidos, a mais nova, que todos chamavam Bela, era humilde, gentil, e generosa, gostava de leitura e tratava bem as pessoas. Um dia, o mercador perdeu toda a sua fortuna, com exceção de uma pequena casa distante da cidade. Bela e seus irmãos aceitaram a situação com dignidade, mas as duas filhas mais velhas não se conformavam em perder a fortuna e os admiradores, e descontavam suas frustrações sobre Bela, que humildemente não reclamava e ajudava seu pai como podia. Um dia, o mercador recebeu notícias de bons negócios na cidade, e resolveu partir. As duas filhas mais velhas, esperançosas em enriquecer novamente, encomendaram-lhe vestidos e futilidades, mas Bela, preocupada com o pai, pediu apenas que ele lhe trouxesse uma rosa. Quando o mercador voltava para casa, foi surpreendido por uma tempestade, e se abrigou em um castelo que a…

Livros infantis online. Leia para suas crianças.

Imagem
Site com muitas historinhas infantis ilustradas para ler online. Para acessar cliqueaqui
O link vai ficar na barra lateral direita. Para acessar, basta clicar na imagem:

A menina dos fósforos. Hans Christian Andersen.

Imagem
Era véspera de Ano Bom. Fazia um frio intenso; já estava escurecendo e caía neve. Mas a despeito de todo o frio, e da neve, e da noite, que caía rapidamente, uma criança, uma menina, descalça e de cabeça descoberta, vagava pelas ruas. É certo que estava calçada quando saiu de casa; mas as chinelas eram muito grandes, pois que a mãe as usara, e escaparam-lhe dos pezinhos gelados, quando atravessava correndo uma rua, para fugir de dois carros que vinham a toda a brida. Não pôde achar um dos chinelos e o outro apanhou-o um rapazinho, que saiu correndo e declarando que aquilo ia servir de berço aos seus filhos, quando os tivesse. Continuou, pois, a menina a andar, agora com os pés nus e gelados. Levava no avental velhinho uma porção de pacotes de fósforos e tinha na mão uma caixinha: não conseguira vender uma só em todo o dia, e ninguém lhe dera esmola - nem um só vintém. Assim, morta de fome e frio, ia se arrastando penosamente, vencida pelo cansaço e o desânimo - a estátua viva da miséria. O…

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.

Imagem
Fonte da imagem:http://www.publicdomainpictures.net/view-image.php?image=32987&picture=jardim-de-verao
_Grande comício na floresta! Bem no meio da clareira, debaixo da bananeira! Dona formiga convocou a reunião. _Isso não pode continuar! _Não pode não! Apoiava o camaleão. _É um desaforo. A formiga gritava. _É um desaforo! _É mesmo. O camaleão concordava. A joaninha que vinha chegando naquele instante perguntava: Qual é o desaforo, hein? _É um desaforo o que a lagarta faz! _Come tudo o que é folha! Reclamava o Louva-a-deus. _Não há comida que chegue! A lagartixa não concordava: _Por isso não que as senhoras formigas também comem. _É isso mesmo! Apoiou o camaleão que vivia mudando de opinião. _É muito diferente, depois a lagarta é uma grande preguiçosa, vive lagarteando por aí. _Vai ver que a lagartixa é parente da lagarta. Disse o camaleão que já tinha mudado de opinião. _Parente não! Falou a lagartixa. _É só uma coincidência de nome! _Então não se meta! _Abaixo a lagarta! Disse o gafanhoto. _Vamo…

O meu corpo. Cuidados com o corpo.

Imagem
Fonte:https://pixabay.com/pt/crian%C3%A7a-menina-kambotscha-649021/


Essa atividade é para evangelizadores mas pode ser adaptada. A ideia é falar do corpo, da importância de cuidarmos do corpo evitando comer "porcarias", manter a higiene, comer frutas e legumes.  Sem o corpo saudável não podemos interagir na sociedade usando todo o nosso potencial mental e espiritual. 
As crianças podem criar seus textos a partir das ideias.
Cada página deverá ser ilustrada com lápis de cor.
Ao final grampear e formar um livrinho. Eles adoram!!!!

Do que eu tenho medo. Saci Pererê. Lendas do Folclore brasileiro.

Imagem
Bem, o jeito mesmo é começar fazendo uma confissão: a de que sou um pouquinho covarde, tenho meus medos. E você vai rir de mim quando souber de que é que receio tanto. E... bem, é... (Vou tomar uma bruta coragem e dizer de uma vez.)
Tenho tanto medo é do... Saci-Pererê! Mas que alívio em já ter confessado. E que vergonha. Só não juro que o Saci existe porque não se deve ficar jurando à-toa, por aí. Você é provavelmente de cidade e não me acredita. Mas que nas matas tem saci, lá isso tem. E eu garanto essa verdade que até parece mentira, garanto, porque já vi esse meio-gente e meio-bicho. E para que você acredite em mim, vou descrevê-lo: ele é um diabinho de uma perna só (apesar de miraculosamente cruzar a perna). Dou a você como garantia minha palavra de honra. E ele anda sempre com um cachimbozinho. Devo dizer que ele não é pessoa de fazer grandes maldades. É, mas faz as pequenas e marotas. As vezes quando lhe negam fumo — é melhor ter sempre tabaco numa caixinha porque prevenir é melhor …

Vídeo sobre a importância de ler para a criança.

Imagem
É importante assistir ao vídeo, é bem curtinho e acessível. Gostei porque fala exatamente sobre o objetivo principal do blog.


As coisas que a gente fala - Rutn Rocha - com atividadess

Imagem
Fonte:https://pixabay.com/pt/crian%C3%A7a-praia-liangxiaowucai-feliz-538029/


As coisas que a gente fala
saem da boca da gente
e vão voando, voando,
correndo sempre pra frente.
Entrando pelos ouvidos
de quem estiver presente.
Quando a pessoa presente
É pessoa distraída
Não presta muita atenção.
Então as palavras entram
E saem pelo outro lado
Sem fazer complicação.

Mas ás vezes as palavras
Vão entrando nas cabeças,
Vão dando voltas e voltas,
Fazendo reviravoltas
E vão dando piruetas.
Quando saem pela boca
Saem todas enfeitadas.
Engraçadas, diferentes,
Com palavras penduradas.

Mas depende das pessoas
Que repetem as palavras.
Algumas enfeitam pouco.
Algumas enfeitam muito.
Algumas enfeitam tanto,
Que as palavras - que
Engraçado!
- nem parece as palavras
que entraram pelo outro
lado.

E depois que elas se espalham,
Por mais que a gente procure,
Por mais que a gente recolha,
Sempre fica uma palavra,
Voando como uma folha,
Caindo pelos quintais,
Pousando pelos telhados,
Entrando pelas janelas,
Pendurada nos beirais.

Por isso, quando…

Quando você pensava que eu não estava olhando

Imagem
Fonte da imagem:https://pixabay.com/pt/menina-crian%C3%A7a-jogar-dan%C3%A7a-inverno-562156/
Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi você pegar o primeiro desenho que fiz e prender na geladeira e, imediatamente, eu tive vontade de fazer outro para você. Quando você pensava que eu não o estava olhando, eu vi você dando comida a um gato de rua e eu aprendi que é legal tratar bem os animais. Quando você pensava que eu não estava olhando, eu vi você fazer meu bolo favorito para mim e eu aprendi que as coisas pequenas podem ser as mais especiais na nossa vida. Quando você pensava que eu não estava olhando, ouvi você fazendo uma oração, e eu aprendi que existe um Deus com quem eu posso sempre falar e em quem eu posso sempre confiar. Quando você pensava que eu não o estava olhando, eu vi você fazendo comida e levando para uma amiga que estava doente e eu aprendi que todos nós temos que ajudar e tomar conta uns dos outros. Quando você pensava que eu não o estava olhando, eu vi você dand…

A fábula da Preguiça. Todo Mundo, Alguém, Qualquer Um e Ninguém.

Esta é uma história sobre quatro pessoas....
Todo Mundo, Alguém, Qualquer Um e Ninguém.
Havia um grande trabalho a ser feito e Todo Mundo tinha certeza de que Alguém o faria. Qualquer Um poderia tê-lo feito, mas Ninguém o fez. Alguém se zangou porque era um trabalho de Todo Mundo. Todo Mundo pensou que Qualquer Um poderia fazê-lo, mas Ninguém imaginou que Todo Mundo deixasse de fazê-lo. Ao final, Todo Mundo culpou Alguém quando Ninguém fez o que Qualquer Um poderia ter feito...
Moral da História: 

Responsabilidade não bem definida, gera insatisfação e ineficiência no trabalho. Cabe a cada um tomar para si a responsabilidade de todos. Isso é trabalho em equipe!
Atividade:
Formar quatro grupos a partir de sorteio dos números 1,,2,3 e 4 respectivamente.

As crianças se reúnem para conversar sobre a história sem saber que cada número corresponde a um personagem. Ex.:

Nr. 1- Todo o mundo Nr. 2- Alguém Nr. 3- Qualquer um Nr. 4- Ninguém
Na sequencia, avisar o nome de cada grupo e solicitar que improvisem …

A Casa das Janelas Douradas.

Imagem
Fonte da imagem:https://pixabay.com/pt/pequenas-casas-estrada-de-pedra-1149379/
O menino trabalhava duro o dia todo, no campo, no estábulo e no galpão, pois seus pais eram fazendeiros pobres e não podiam pagar um ajudante. Mas quando o sol se punha, seu pai deixava àquela hora só pra ele. O menino subia para o alto de um morro e ficava olhando para o outro morro, alguns quilômetros ao longe. Nesse morro distante, via uma casa com janelas de ouro brilhante e diamantes. As janelas brilhavam e reluziam tanto que ele piscava. Mas, pouco depois, as pessoas da casa fechavam as janelas por fora, ao que parecia, e então a casa ficava igual a qualquer casa comum de fazenda. O menino achava que faziam isso por ser hora do jantar; então voltava para casa, jantava seu pão com leite e ia se deitar. Um dia, o pai do menino chamou-o e disse: - Você tem sido um bom menino e ganhou um feriado. Tire esse dia para você, mas lembre-se de que Deus o deu, e tente usar para aprender alguma coisa boa. O menino agra…

O menino e o rio. Linda história de amor à natureza.

Imagem
Estou lendo o livro infanto-juvenil chamado "O  menino e o rio" do autor Ângelo Machado.
É um livro lindíssimo e emocionante, retrata com poesia o descaso do homem com a natureza. Como não sei se vocês vão achar, vou trazendo pequenos textos de maior importância, do contrário configura  plágio, mas citações são permitidas e valorizam a obra do autor. A poesia abaixo pode ser usada no tema ecologia e cuidados com a natureza:
Meu Deus! Mas que horror, os rios mudaram de cor. Já não são mais transparentes, os rios ficaram doentes.
Tudo isso é muito triste, tudo isso é um grande mal. Nós vamos pro mundo afora à procura de um rio legal.

Sobre o autor:
Angelo Barbosa Monteiro Machado (Belo Horizonte, 22 de maio de 1934) é um médico, entomológo e escritor de livros infantis brasileiro.
Como médico criou o Laboratório de Neurobiologia do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais e conjuntamente com sua esposa Conceição Ribeiro da Silva Machado (Passagem de Maria…

Atenção para o comportamento infantil. Games em excesso preocupam pais e educadores.

Imagem
Amigos, o vídeo é curtinho mas impactante. É importante tomar uma atitude urgente, ainda dá tempo de reverter a situação. Fala sobre comportamento na infância de três gerações.




Dinâmicas para Dia das Crianças - Chupando balas.

Imagem
Fonte da imagem:https://pixabay.com/pt/doces-tratar-produtos-de-confeitaria-818864/
"As dinâmicas de grupo para crianças são atividades que quando bem empregadas produzem resultados muito positivos estimulando o relacionamento interpessoal e desenvolvendo competências que ao longo da vida serão aperfeiçoadas." (Luis Alves)
Essa dinâmica divertida para o dia crianças e jovens tem por objetivo  estimular o Trabalho em Equipe, Raciocínio lógico e o relacionamento interpessoal fazendo com que os participantes entendam a importância de pedir ajuda a seus amigos ou se oferecerem na hora de solucionar um problema.
Materiais:  
Uma bandeja e balas de acordo com o nº de participantes. As balas devem ser colocadas dentro da bandeja. No caso de crianças pequenas é importante utilizar balas que sejam moles e que possam ser mastigadas para evitar o perigo de engasgar com balas duras.
Número de participantes e tempo estimado: 2 a 30 participantes. 30 minutos Como fazer a brincadeira com as cria…