Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

O meu corpo é meu. Preparando as crianças para a autodefesa.

Fonte da imagem:https://pixabay.com/pt/western-irm%C3%A3s-ver%C3%A3o-crian%C3%A7as-1322375/

Em tempos de pedófilos e pela vulnerabilidade infantil com a internet, pais e educadores devem estar atentos para preparar os filhos e assim ensiná-los a se proteger, porque as crianças devem estar preparadas para a vida e não super protegidas.

1. O MEU CORPO É MEU.

2. Eu sou a Clara e tenho algo de muito especial: o meu corpo. Pertence-me só a mim.
3. Quando era bebé, claro que o meu corpo era muito diferente.
4. Eu não paro de crescer. O meu corpo e eu mudamos.
5. Tenho orgulho em mim e no meu corpo.
6. Às vezes gosto de estar junto de alguém. Então os nossos corpos tocam-se.
7. É bom quando o papai pega em mim ao colo. Gosto de me aconchegar a ele.
8. Sinto-me confortável no colo da minha avó! Ficamos muito juntinhas.
9. Não é nada fácil segurar um bebé! Quando lhe seguro nas mãos, ficamos muito próximos.
10. Quando faço cócegas ao meu amigo, tocamo-nos e rimo-nos muito.
11. Tocar-se é algo de muito especial. Só eu é que decido se quero que me toquem e por quem.
12. Porque às vezes não quero que me toquem.
13. Não acho nada engraçado quando alguém me faz cócegas com muita força. Eu não quero.
14. Acho desagradável quando alguém me lambuza com beijos. Também não quero.
15. Também não gosto que um cão me lamba com a sua língua molhada.
16. Sinto-me presa quando alguém me agarra com muita força. Não quero.
17. Sempre que alguém me toca e eu não gosto…
18. … digo: “Deixa-me. Não me toques. Não quero.”
19. Quando me dizem que devo tocar em alguém e eu não quero, digo que não:
20. “Não me apetece tocar-te! Não quero!”
21. Ora tenta lá TU dizer em voz alta: “Não quero que me agarres!” e “Não, não quero agarrar-te!”
22. É bom tocar-se quando os dois querem. Contigo também é assim?
23. Mas, se não me sinto bem com isso, não deixo que me toquem. E digo: “Não!” Só eu é que decido quem toca em mim e quando. E tu também.
24. Por vezes há pessoas que não param quando dizes “Não” e continuam. Tens mesmo de te defender contra elas! Se sozinha não consegues, então conta a alguém em quem confies e deixa que te ajudem.
25. Pensa nisto: O teu corpo é só teu. É algo de muito especial.

Família Mein Körper gehört mir! Binlach,Loewe Verlad, 2008


Dinâmica: 

Tem uma dinâmica bem legal que já usei e deve ser usada para estabelecer limites, mas pode servir para o tema de hoje
Não recordo o nome, mas consiste em formar duplas.
Uma criança será o escultor, a outra a escultura.
O escultor sem tocar no parceiro, deverá com as mãos, a uma boa distância e sem falar, executar comandos com o corpo do outro de maneira que mude a posição. 
Por exemplo, aproxima as mãos da cabeça inclinando para um lado, levanta um braço e assim por diante. Tudo será feito em silêncio.
Após as crianças invertem o papel de modo que cada um experimente as duas sensações. 

Após perguntar o que sentiram e caso surja alguma dúvida, utilizar o texto para exemplificar. 

Comentários

A autodefesa deveria ser a 1ª coisa a aprendermos, no entanto, é um grande entrave na formação da criança. Passamos por uma infância de abusos e agressões, nos preparamos para não permitir que nos usem e nos agridam.
Somos claros e definidos quanto ao que queremos, mas não somos respeitados quanto gostaríamos.
Gostei muito do item 24, precisamos aprender a nos defender, quando dizemos "Não" e não param, precisamos aprender a contar a alguém, que possa nos ajudar. E, isso se aprende de criança.
Obrigada, tenha um feliz e abençoado final de semana
Abraços carinhosos
Maria Teresa

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.