Falando sobre drogas com crianças e adolescentes.

O corpo como presente de Deus a ser preservado.

Navegando pela internet encontrei o vídeo abaixo e logo lembrei de postar aqui no blog. 
Quando era evangelizadora, o assunto drogas não entrou nas conversas porque eles eram pequenos, a maior parte do tempo trabalhei com crianças até 11 anos, e um assunto assim delicado não se deve antecipar como vocês vão ler no artigo relacionado abaixo.
Pesquisei na internet porque como já citei antes, minha formação é o magistério, embora seja autoditata em psicologia infantil através de livros que li durante muitos anos e coloquei na prática nas aulas com as crianças. 
Portanto a pesquisa é para dar credibilidade ao assunto que é sério.
Todavia, pode-se abordar o assunto de forma indireta como sempre fiz.
Como um dos temas do programa era O corpo e cuidados com o corpo, sempre abordei as normas de higiene e boa alimentação, assim como necessidade de exercícios, evitando ficar muito tempo em frente à televisão e computador.
Nas conversas bem informais, os próprios evangelizandos citavam casos de avós que bebiam (socialmente como se diz) e fumavam. Sempre notei que eles naturalmente achavam aquilo errado, e aconselhava que aconselhassem com educação a qualquer pessoa da família com maus hábitos que aquilo não era certo. 

Para falar sobre drogas com adolescentes, clique AQUI
Magnífico artigo AQUI

NUGGETS
O "prazer" em relacionar, comer, sexual, por leitura, esportes, por uma prática espiritual, em viajar para muitos lugares, em estar sempre triste (sim há os que se comprazem nisso)... Enfim, muitas coisas em nossas vidas giram em torno da busca da satisfação e não há a priori mal algum nisso. O problema surge quando não suportamos lidar com os transtornos da vida, queremos prolongar o prazer como forma de compensação emocional, ou vivemos apenas em função de uma motivação que vise o prazer. Quando fazemos isso, "tudo pode virar droga". E é uma tolice acreditar igualmente que o crescimento e a auto-realização aconteçam sem esforços, sacrifícios, renúncia e frustrações. "A compensação emocional é seu maior inimigo. Quando vocês começam a compensar emocionalmente, sua inteligência, seu crescimento, sua amplitude, sua elevação, sua altitude, tudo vai embora. É como viver bêbado. - Yogi Bhajan Os comportamentos que sustentam os vícios e compensações, são movidos por forças subconscientes que criam um automatismo e roubam de cada um a realidade e a consciência de si mesmos, da realidade, e isso atrai para o convívio de quem se perde nestas repetições, pessoas e situações na mesma frequência, que na verdade nem percebem a nossa existência e singularidade, pois convivem com a nossa compensação, nosso vício ou hábito. Estão ao nosso lado por compartilharem da mesma loucura. Quando entramos no ciclo de qualquer vício estamos mergulhando numa destrutiva solidão, onde o ego se torna um tirano que se eleva enquanto o "espírito" está sendo rebaixado. Não conseguimos mais escutar a nossa voz interior muito menos o outro. Precisamos "de" a qualquer custo. E os Ciclos viciosos e de compensação emocional trazem ainda o elemento opressor da exploração. Quando a consciência fica anestesiada por qualquer vício, seja ela qual for, alguém possivelmente explorará Você e em seguida fará surgir algo tão nefasto quanto o próprio vício. A Vítima ou o consumidor insaciável daquilo que esteja definido como uma possibilidade de bem-estar surge e passa a dominar nossa realidade. Segundo a tradição do Kundalini Yoga, entende-se que podemos ser explorados de oito maneiras: Sexualmente, sensualmente, fisicamente, pessoalmente, mentalmente, monetariamente, socialmente e psiquicamente. Os viciados, compulsivos e que estão em compensação, criam um nicho de mercado e todos querem Você. Vejo as postagens com muitos likes na internet. "Faça ele correr atrás de Você", "Seque a barriga com estes "x" segredos revelados, "abra agora o seu negócio com as dicas que vamos dar, e realize seus sonhos; "Faça isto e tenha uma família harmônica", "Faca o processo X e em 10 sessões terá as respostas de sua vida"... Não importa que as promessas sejam verdadeiras ou não, mas é esta busca pelo mágico, maravilhoso que alimenta a grande oferta de soluções para conquistar o prazer e nos aprisiona ainda mais nos infernos em que vivemos. A animação que ilustrei este texto me faz pensar ainda em outro elemento. A curiosidade que surge no caminho. Há coisas que acabamos por experimentar, pois elas simplesmente estão lá, surgiram como que do nada, talvez sejam presentes do destino, o que custa experimentar apenas uma vez? (um empréstimo, um ato indigno, uma traição, um alucinógeno, um desvio da rota,...) São tantas distrações e ofertas no caminho... Tenho entendido como aluna da vida (e é como aluna que escrevo), que há um "prazer" que os orientais relacionam ao dharma, que também podemos experimentar quando vencemos alguns obstáculos, resistimos a algumas "tentações" que aparecem em nossa trajetória e realizamos com consciência os nossos compromissos, tais "manás" que aparentemente caem dos céus, como aconteciam com os hebreus quando vagavam pelo deserto, surgem no entanto muitas vezes quando de fato nos colocamos num caminho que tenha um propósito superior e quando topamos atravessar nossos desertos. O que escrevo aqui, são apenas algumas ideias... No dejejum de cada dia, alimento o corpo, mas também a mente e emoções com elementos que possam me sustentar integralmente os meus passos no caminho, administrar as surpresas e por vezes escrevo e partilho. Estejamos atentos a cada passo, e procuremos seguir livres de vícios, afinal... "Toda forma de vício é ruim, não importa que seja droga, álcool ou idealismo". Carl Gustav Jung
Publicado por Florescer Feminino em Segunda, 28 de março de 2016

Comentários

Maria José disse…
Boa Noite Amiga!Ótima postagem,é um assunto bem delicado mas necessário para com nossas crianças.tenha uma semana iluminada,fica com Deus.Bjss! http://wwwmazeblogspotcom.blogspot.com.br/
Jeanne são assuntos que os pais tem sempre que ficar atentos, conversar muito com os filhos sobre esses assuntos é importante para elas, poderem conhecer, excelente o post são informações válidas, bjs.
Vacieni Araujo disse…
Oi Jeanne, realmente este é um assunto bem delicado mas no mundo em que vivemos eu acredito que faz muita diferença conversar sobre isso com as crianças, mas é preciso saber abordar o assunto.
Bjs
http://papodeesmaltebyvacieni.blogspot.com.br
Diva Like a Lady disse…
Olá...um tema bem complexo esse, mas necessário...
Está muito bem abordado...beijinhos
Dália Duarte
Suzi Gomes disse…
Que tema dificil esse, mas muito necessário, é preciso concientizar as crianças desses perigos. Gostei muito do post. bjos
Shir Matos disse…
É preciso abordar desde cedo sobre esse assunto, e principalmente os pais ficarem sempre atentos e conversar bastante com seus filhos!
Beijos
Toninha Miranda disse…
Ótima postagem amiga , realmente é difícil falar com as crianças sobre esse assunto mas , muito necessário nos dias de hoje. Minha mãe desde quando era muito pequena e olha que faz tempo ! RSRS ,me dizia nunca aceite doces ou balas de estranhos e eu obedecia apesar que naquele tempo não existia tanto perigo e facilidades como temos hoje. Devemos sim abordar o assunto de uma maneira muito leve com nossas crianças para não aguçar muito a curiosidade mas, usando os exemplos como vc mesmo citou o das próprias vivencias ,bjs.
Carla Santana disse…
Realmente um assunto muito delicado mais nos dias em que estamos vivendo é de suma necessidade abrir os olhos das nossas crianças, um post muito bem vindo
adorei conhecer o seu blog!!!bjssss
http://www.falandodevidacf.com.br/
Thay Makeup Blog disse…
Adorei o post! Realmente é muito importante influenciar corretamente as crianças, mesmo que de forma indireta. E o assunto das drogas é extremamente importante, já que hoje em dia, elas possuem fácil acesso as drogas!
Parabéns pelo post.

Super beijo.
Magda Moreira disse…
Olá,amiga!!
Esse assunto é muito importante e é muito difícil de abordar com os pequenos, mas vale a pena tentar passar pra eles noções sobre esse assunto.Parabéns por abordar esse tema aqui no seu blog.Bjsss!

Agenda dos Blogs
Célia Lima disse…
Ótima abordagem amiga! Parabéns pela postagem,agente precisa saber como falar de drogas com nossos filhos,netos,e até com amigos. e é tão difícil,ninguém que parar para ouvir,e ninguém quer para para falar,esta todo mundo sem tempo,e em quanto isto nossas crianças, nossos jovens estão se perdendo para as drogas. O que ñ podemos dizer é que o problema não é nosso,porque é nosso sim,e ñ somente dos governantes.
Muito boa a postagem,merece ser compartilhada.
Bjsss
Ótimo assunto para se abordar! Minha filha é pequena ainda e não entende muitas coisas... mas ensino através do exemplo que não se deve beber e quando ela vê alguém bebendo me pergunta o que é e eu explico que é "schnaps" - bebida, em alemão - e que não é bom e não faz bem. Acredito que a melhor forma de educar é através da conversa e do exemplo. Com o tempo e o amadurecimento dela poderei entrar em maiores detalhes, mas pra 3 anos acho que o começo tá bom. rs Abraços
Patricia Cannuto disse…
Olá, muito bem o assunto. É sempre muito difícil falar sobre isso, hoje mesmo estava conversando algo com minha filha, já estou abrindo o caminho do dialogo, que é sempre muito importante. Parabéns pelo belo texto.
Rubia Kenes disse…
Oi amada linda!é muito importante temos sim que falar sobre drogas e tudo para o bem deles! também para nossos filhos e netos! sei que é difícil para os pequenos ouvirem, os jovem de hoje não querem ouvir nada e pensa que sabe de tudo! parabéns por falar sobre este tema em seu blog! beijinhossssssssssss
rubiaartes.blogspot.com.br
É sempre bom abordar o assunto em qualquer idade, desde que seja dentro do entendimento de cada faixa etária, se isso for respeitado é mais que ótimo. Bjocas!
✡✡Blog Encantado: Atellier Com Mãos de seda ✡✡
✡✡Fan Page do Blog✡✡
✡✡Bolsa personalizadas, Topos de bolo, centro de mesas e etc!✡✡
cassia santos disse…
Um tema muito interessante! Principalmente pra quem tem filho e sabemos que o mundo de hj ta difícil abordar os filhos pra falar sobre as drogas pelo menos pra mim é difícil rsrs
Samy disse…
Um assunto bem complicado para o ser humano.. Porém um assunto que não pode passar desapercebido. Ótimo post!!
UM TEMA MUITO BOM PRINCIPALMENTE PARA QUEM TEM FILHO,TEMOS QUE ORIENTAR,CONVERSAR COM NOSSOS FILHOS,PARABÉNS PELO POSTE BEIJOS
Jeanne minha linda que artigo maravilhoso. Esta de parabens. Irei compartilhar com muitos amigos bjs
É um assunto um tanto delicado para conversar com as crianças, mas como o mundo está "evoluindo", é necessário buscar meios para abordar temas como este, com os pequenos.

Beijos :*

Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Declaração Universal dos Direitos da Criança.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.

Assista a animação da música Aquarela, de Toquinho.
CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.

ECOLOGIA PARA CRIANÇAS.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.

LIVROS INFANTIS ILUSTRADOS ONLINE.
CLIQUE NA IMAGEM PARA LER

Mozart para bebês.

Preservando a natureza.