Importante para sua boa navegação pelo blog.

Importante para sua boa navegação pelo blog.

Ligar os pontos, uma tarefa para ser usada para crianças e gente grande.

Fonte da imagem:https://pixabay.com/pt/estudantes-sala-de-aula-escola-395568/

Certamente você conhece aquela atividade de ligar os pontos e no final aparece uma imagem.
Só teremos a visão total da imagem depois de ligarmos “todos” os pontos, um a um.
Tal sucede com pessoas. Vamos imaginar que todos somos jogos de ligar pontinhos. Cada ponto é uma característica de personalidade, um jeitinho especial que só você ou sua criança tem de ser.
Para ligarmos os pontos corretamente, há que aprender a ler a alma da criança. Colocar-se no lugar dela, sem, no entanto deixar de lado os limites necessários.
O que estou falando é de rótulos.
Não rotule sua criança. Nem rótulos positivos valem, porque são limitantes.
Uma criança não pode ser supervalorizada por ser linda.
Provavelmente poderá deixar de desenvolver-se em todas as suas potencialidades.
E colocar rótulos negativos mais prejudicial ainda, ela crescerá com a crença que não pode, não consegue, e depois recuperar uma autoestima baixa é tarefa dolorosa que vai exigir anos de terapia.
Vamos ligar os pontinhos? Garanto que você vai se surpreender com o resultado!

«Os rótulos funcionam como profecias auto confirmatórias na medida em que se colam na pele das crianças, minando a sua autoestima e fazendo com que tendam a encaixar-se no papel que lhes foi destinado». Pelo contrário, «os professores devem valorizar o desempenho da criança, tendo em conta o seu perfil, e salientar os progressos realizados, por menores que pareçam».


Saiba mais AQUI

Comentários

Manu disse…
Adorei o seu artigo, nada de mais verdadeiro! Nada de colocar rótulos, cada criança é um mundo, cada uma tem o seu destino, as suas capacidades, a nós adultos cabe a tarefa de potenciar tudo o que ela tem para desenvolver, ou seja, como muito bem diz, unir os pontinhos.

Postagens mais visitadas deste blog

João e o pé de feijão. Historinha infantil com moral da história, dinâmicas e atividades.

A festa no céu. Narrativas diferentes da mesma história.

A PRIMAVERA DA LAGARTA - Ruth Rocha.